Centro de Dia

O Centro de Dia destina-se a pessoas de ambos os sexos com mais de 60 anos de idade, na situação de pré - reforma ou pensionista. Eventualmente poderá integrar-se pessoas mais novas mas com justificação definida nos critérios de admissão e de priorização.

 

Objetivos do Centro de Dia:

a) Cooperar com as famílias na vivência dos idosos incentivando as relações inter-familiares e inter-geracionais;

b) Oferecer aos idosos, um espaço de vida socialmente organizada e adaptado às suas idades, contribuindo para a estabilização ou o retardar do processo de envelhecimento e/ou de dependência;

c) Promover a integração social e os direitos de cidadania, estimular o espírito de solidariedade e entreajuda dos utentes e respetivas famílias;

d) Promover o convívio e o relacionamento entre idosos e outros grupos etários de modo a evitar o seu isolamento;

e) Prestar cuidados de ordem física e apoio psicossocial aos utentes e famílias de modo a contribuir para o seu equilíbrio, qualidade de vida, mas também para que aceitem os seus condicionalismos;

f) Apoiar na reformulação e continuidade do seu projeto de vida.

 

Condições de admissão:

- Idade do cliente;

- Grau de dependência;

- Ausência ou impossibilidade da família em assegurar o apoio necessário;

- Risco de isolamento social;

- Situações de emergência social.

 

Critérios de priorização:

- Residência na área geográfica da resposta social – 8%;

- Situação social e economicamente mais desfavorecidos – 13%;

- Falta de retaguarda familiar – 9%;

- Família do cliente a frequentar a resposta social – 8%;

- Situação de saúde/dependência física ou psíquica – 11%;

- Isolamento social ou geográfico – 11%;

- Ajuda na execução de atividades da vida diária – 9%;

- Ausência/indisponibilidade da família nos cuidados básicos – 11%;

- Idade – 11%;

- Incapacidade para satisfazer algumas necessidades básicas – 9%.

 

O Centro de Dia assegura a prestação dos seguintes serviços:

a) Fornecimento de refeições (pequeno-almoço, almoço e lanche);

b) Atividades de convívio, animação e ocupação de acordo com o seu Plano de Atividades;

c) Cuidados de higiene pessoal;

d) Tratamento de roupa pessoal após higiene;

e) Transporte diário para frequência em Centro de Dia;

f) Tratamento de roupa pessoal e habitacional;

g) Realização de serviços externos através da aquisição de bens, levantamento de receituário médico e dos medicamentos ou prestação de outros serviços como pagamento de serviços, compra de mercearia, etc.;

h) Cedência de ajudas técnicas

 

O Centro de Dia poderá proporcionar aos utentes, mediante pagamento adicional, o seguinte serviço:

- Transporte / acompanhamento a consultas.

 

Inscrição:

Para efeitos de admissão, o utente deverá fazer a sua inscrição através do preenchimento de uma ficha de identificação que constitui parte integrante do processo do utente, devendo fazer prova das declarações efetuadas, mediante a entrega de cópias dos seguintes documento: (a cópia do cartão de cidadão, autorizada, por exemplo, para efeitos de inscrição no Centro de Dia, após a inscrição do utente, a cópia é destruída)

a) Bilhete de Identidade/Cartão de Cidadão do utente e de todos os elementos do agregado familiar;

b) Cartão de Contribuinte do utente e de todos os elementos do agregado familiar;

c) Cartão de Beneficiário da Segurança Social do utente e de todos elementos do agregado familiar;

d) Cartão de Utente do Serviço Nacional de Saúde ou de Subsistema a que o utente pertença e de todos os elementos agregados familiares;

e) Declaração médica (caso se aplica);

f) Relatórios médicos/técnicos que identifiquem: medicação, cuidados e estado de saúde, etc (caso se aplica);

g) Comprovativos dos rendimentos do utente e agregado familiar, nomeadamente com encargos anuais com aquisição de medicamentos de usos continuados em caso de doença crónica, transportes públicos até ao valor máximo da tarifa de transporte da zona de residência, do valor da renda ou da prestação devida pela aquisição de habitação própria e permanente e do valor das taxas e impostos necessários à formação do rendimento líquido.

 

Tabela das comparticipações

 A comparticipação familiar devida pela utilização do Centro de Dia corresponde, de acordo com os serviços prestados, a um intervalo de percentagens mínimas (45%) e máximas (60%). Sendo que, a percentagem mínima é de 45% e inclui os seguintes serviços:

- Fornecimento de refeições (pequeno- almoço, almoço, lanche);

- Cuidados de higiene pessoal;

- Tratamento de roupa pessoal após higiene;

- Atividades de convívio, animação e ocupação de acordo com o seu Plano de Atividades.

Sendo prestados outros serviços para além dos mencionados no número anterior, desta norma, à mensalidade serão acrescidos:

- Transporte diário – 5%

- Tratamento de roupa pessoal e habitacional – 5%

- Realização de serviços externos através da aquisição de bens, levantamento de receituário médico e dos medicamentos ou prestação de outros serviços como pagamento de serviços, compra de mercearia, entre outros – 5%

- Transporte/acompanhamento a consultas – segundo tabela em vigor, com marcação antecipada e desde que haja recursos disponíveis.

As despesas com medicamentos, cuidados médicos, de enfermagem e reabilitação, fraldas, não estão incluídas na mensalidade e serão suportadas pelo idoso ou pelo seu responsável.

De acordo com o disposto na Circular Normativa n.º 4 de 16/12/2014 da Direção Geral da Acção Social (DGAS), o cálculo do rendimento per capita mensal do agregado familiar é realizado de acordo com a seguinte fórmula:

RC= ­­­­RAF/12-D

              n

Sendo que:

- RC= Rendimento per capita mensal

- RAF= Rendimento do agregado familiar (anual ou anualizado)

- D= Despesas mensais fixas

- N= Número de elementos do agregado familiar

 

Regulamento Interno AQUI.

Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a utilizar o website, assumimos que concorda com o uso de cookies. Aceito Ler Mais